capa

Inclua os alimentos orgânicos na dieta

Produzidos com técnicas menos agressivas, esses alimentos são considerados mais saudáveis

publicidade

Em todo os processos de produção dos alimentos orgânicos são utilizadas técnicas que levam em consideração o respeito ao meio ambiente, o não uso de agrotóxicos e a não agressão à natureza. Essas são as grandes diferenças desse tipo de alimento para os convencionais, geralmente produzidos em larga escala, que contam com a utilização de insumos e tecnologias agrícolas, ou seja, fertilizantes e defensivos químicos.

Segundo a nutricionista Claudia Winter, docente do Senac Santa Maria, a produção dos orgânicos tem como princípio básico o uso sustentável do meio ambiente. “A ideia é produzir da forma mais natural possível, que preconiza a otimização do uso de recursos naturais. Ele emprega, sempre que possível, métodos culturais, biológicos e mecânicos sintéticos. É proibido o uso de radiações ionizantes e de aditivos químicos e organismos geneticamente modificados”, explica a profissional.

Claudia aponta que, com a ausência dos pesticidas sintéticos e dos agrotóxicos, os alimentos se tornam mais saudáveis, evitando, por exemplo, reações alérgicas causadas pela ingestão de substâncias químicas ou tóxicas para o organismo. “Sabemos que o consumo de agrotóxicos pode ser maléfico para a saúde, por isso os  alimentos orgânicos são uma excelente alternativa para quem busca uma vida mais saudável”, afirma

Na avaliação da nutricionista, as técnicas adotadas por meio da otimização do uso dos recursos naturais e socioeconômicos disponíveis e o respeito à integridade cultural das comunidades rurais são os maiores benefícios dos alimentos orgânicos, juntamente com a minimização da dependência de energia não renovável e o emprego de métodos culturais e biológicos, ou seja, a proteção ao meio ambiente de uma maneira geral.

“A alimentação orgânica pode ser considerada uma filosofia de vida, englobando o bem estar, a saúde e toda a vida que existe ao redor. O consumidor de alimentos orgânicos se preocupa com o todo, com o hoje e principalmente com o amanhã, tanto para sua saúde física, quanto para a saúde do planeta que vai deixar para as próximas gerações”, ressalta Claudia. 

Orgânicos em casa

Você também pode consumir produtos orgânicos sem sair de casa. Há diversas marcas especializadas com serviços de delivery e kits especiais. Separamos algumas dicas:

Fresh Orgânicos

Possuem parceria com mais de 10 produtores da região de Porto Alegre e outros do interior do Estado. Oferecem serviço de assinatura mensal de kits de três tamanhos: pequeno (R$ 232,00), médio (R$ 255,00) e grande (R$ 305,00). Eles são montados pelos clientes no site da marca e entregues toda semana. Contato: 

Bendita Horta

Conta com bistrô, empório de produtos saudáveis e feira orgânica, porém, o foco do momento é o delivery, que engloba praticamente tudo que oferecem. Além dos produtos orgânicos, as encomendas ainda podem ser de lanches saudáveis e todo o mix oferecido pelo empório. 

Hortibox

Vende produtos pelas redes sociais: os anúncios da lista de opções semanais são feitos pelo Instagram, entre quarta e quinta-feira e os pedidos são recolhidos até a tarde de sábado, pelo whatsapp. A colheita dos produtos, que são cultivados no sítio dos proprietários, é feita no domingo e eles são entregues aos clientes na segunda-feira.  

Feiras ecológicas em Porto Alegre

Depois dessas dicas, quer começar a incluir alimentos orgânicos na sua dieta? A nossa Capital conta com diversas feiras que dispõem desses produtos espalhadas pela cidade. A prefeitura de Porto Alegre, por exemplo, realiza semanalmente Feiras Ecológicas em diversos pontos - com todos os cuidados de higiene e segurança necessários para o momento.

O Mapa das Feiras Orgânicas, ferramenta de busca idealizado pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) também é um bom local para encontrar alimentos deste tipo na nossa cidade.

 

por Mariana Nunes

Mariana Nunes é jornalista. Ama café, praia, chocolate e futebol - não necessariamente nessa ordem. É torcedora fervorosa do Internacional e repórter do Bella Mais. @a_marinunes


compartilhe