capa
Fabiana M. Machado

Seja protagonista da sua relação com o dinheiro

Fabiana M. Machado fala das vantagens de assumir o papel principal da sua vida financeira

publicidade

A situação financeira varia na vida de cada pessoa e muitas têm dificuldade para conseguir ter dinheiro e pagar “os boletos” no fim do mês, principalmente neste momento da tão falada crise econômica.

Mas a responsabilidade pela falta de dinheiro não é apenas do governo, dos juros abusivos ou dos salários que as empresas estão dispostas a pagar. Esses são fatores que interferem na sua vida, mas estão fora do seu controle. E embora seja mais fácil colocar a responsabilidade nesses fatores para justificar a sua situação financeira, esse comportamento não ajuda a resolver, pois coloca você no papel de coadjuvante e, até, vítima das circunstâncias.

Agindo assim, as chances de melhorar a sua situação financeira são mínimas, pois você está abrindo mão de ser a protagonista da sua relação com o dinheiro. Será que não faz mais sentido se empenhar para controlar o que cabe a você, que é a forma como usa o seu dinheiro?

Você pode achar que é difícil controlar as despesas, mas a verdade é que a vida financeira não fica sem rumo, pois todos os dias você decide para onde vai o seu dinheiro. O local onde mora, o que come, como se locomove, o que veste, a escola dos filhos, os presentes, onde vale a pena investir… Seja com muito ou pouco dinheiro, você sempre está tomando decisões.

Então, é preciso tirar o dinheiro do papel de protagonista. O controle da sua vida financeira deve ser seu. O desafio está em entender o seu padrão de comportamento financeiro, lidar com os desejos e necessidades e encarar a sua realidade. Para isso acontecer, observe os comportamentos e tenha claro o seu objetivo, como, por exemplo:

 - A sua preocupação com as prestações do apartamento vale o metro quadrado que você está pagando?
- Quanto vale, da sua tranquilidade, o endividamento no banco para andar de carro do ano?
- Se você quer mais dinheiro para viajar no final do ano, vale a pena trocar o aparelho celular agora?
- Se quer viver em paz com o dinheiro, vale a pena deixar de jantar em restaurantes ou comprar roupa nova para quitar as dívidas do cartão de crédito?
- Vale o estresse de se endividar no cartão para comprar mais um sapato, mesmo tendo tantos que não usa no armário?

Quando você entender e mudar o seu comportamento, conseguirá lidar melhor com o dinheiro, fazer escolhas mais conscientes e até passar por momentos de crise com menos ansiedade e preocupação.

Assumir o papel principal das suas finanças implica ser você o centro das atenções, estar sob os holofotes e encarar os desafios de frente. Tem suas dores, mas as recompensas são muito maiores.

Ser a protagonista traz o prazer de desfrutar dos resultados das suas escolhas e a felicidade de poder aprender com a sua própria caminhada.

Encarar a realidade apresentada pelo saldo da sua conta corrente é o primeiro passo de uma jornada libertadora. E para dar esse primeiro passo, tudo o que você precisa é usar os recursos que já estão ao seu dispor, dentro de você: a força e a coragem para transformar essa realidade.

Quer saber mais? Acompanhe a minha coluna semanal aqui no Bella Mais. Vamos juntas nesta jornada!

por Fabiana M. Machado

Fabiana Mendonça Machado é especialista em comportamento financeiro. É casada, mãe de dois filhos, empresária e uma das fundadoras da MoneyMind. Escreva para fabiana@moneymind.com.br para contar se este texto foi útil para você. @fabiana.m.machado


compartilhe