capa
Gisele Silveira

Então é Natal!

Gisele Silveira te mostra que os alimentos típicos de final de ano podem ser aliados do seu plano alimentar

publicidade

Não há como negar que estamos numa fase em que as opções gastronômicas, principalmente das festas de Natal, são umas das grandes responsáveis pela expectativa e pelo receio de jacar totalmente qualquer plano alimentar. E não há como negar também que, muitas vezes, fica difícil não exagerar diante de algumas comidas natalinas que esperamos para saborear. Mas posso te afirmar que dá pra passar por tudo isso sem colocar a perder os resultados da balança.

A verdade é que as ceias de fim de ano não precisam ser sinônimo de peso na balança – nem na consciência. Muitos dos pratos típicos dessas datas são grandes aliados da nossa saúde e podem ajudar, inclusive, a manter a dieta mesmo com tantas tentações. Quer ver?

Listei alguns alimentos que não trazem prejuízo em relação a dieta e cuidado com o corpo:

Peru

Essa é a época das carnes magras e nada melhor do que investir no peru. Essa é uma ave leve, saborosa e com baixo teor de gorduras. Além de ser fonte de proteínas, também concentra vitamina B6, importante para a saúde cerebral, e selênio, mineral com alto poder antioxidante.

Nuts ou oleaginosas

Seja como aperitivo ou como ingrediente de receitas doces e salgadas, dificilmente você irá passar o fim de ano sem ingerir nozes, castanhas, avelãs ou amêndoas. Esses nuts são ideais para não exagerar na hora da ceia, sabia? Isso porque as oleaginosas são ricas em fibras e gordura boas, que prolongam a sensação de saciedade e são determinantes para uma boa digestão. Só não vale exagerar nas porções!

Vinho

Essas datas pedem um brinde especial e, para isso, nada melhor do que uma taça de um bom vinho. Na quantidade certa, a bebida é um poderoso aliado da sua saúde, por ajudar no controle da pressão arterial, além de ser fonte de um antioxidante chamado resveratrol, que evita o envelhecimento precoce do organismo. Mas nada de exagerar na dose. O segredo para os benefícios é moderação.

Frutas vermelhas

Fazem parte desse grupo o morango, a framboesa, a romã, a cereja e o goji berry. Essas frutinhas podem fazer parte de diferentes receitas e o melhor: vale consumir sem receio. Elas são ricas em flavonóides, compostos que agem como antialérgicos, anti-inflamatórios e antioxidantes. Também são fontes de vitaminas A, B1, B2 e C, além de minerais como o cálcio e o ferro.

Frutas secas

Esses são alimentos ricos em fibras e, portanto, prolongam a saciedade, reduzem o apetite e ainda regularizam o funcionamento intestinal. Para completar, são fontes de vitaminas e minerais. São excelentes opções pra reduzir a quantidade de açúcar na dieta pois substituem muito bem o doce!

Viu só como a ceia não possui só vilões? Aproveite a época pra confraternizar dentro do possível (afinal ainda estamos na pandemia), para buscar energias renovadas e para agradecer simplesmente o fato de estar vivo. E não esqueça de agradecer e parabenizar o aniversariante da noite, afinal, tudo isso é por ele!

por Gisele Silveira

Gisele Silveira é mãe da Antônia e nutricionista funcional, com foco em emagrecimento e hipertrofia, infertilidade e envelhecimento saudável. Escreve semanalmente para o Bella+ com a missão de desvendar os segredos da alimentação saudável. @giselesilveiranutri


compartilhe