capa
Laura Gluer

O café como fonte de renda e beleza

Laura Gluer traz nova cafeteria, bate-papo, campanha de crowdfunding e até dicas de cuidados com a pele

publicidade

O café ajuda a contar histórias e, com certeza, estará presente nas páginas da biografia de Therezinha Harb, fundadora da Confeitaria Maomé, localizada no bairro Bom Fim, junto ao Brique da Redenção, em Porto Alegre. O projeto para viabilizar o livro com sua história de mais de 40 anos à frente da confeitaria, foi lançado nessa semana. 

O café também ajuda nos momentos de estudo, conversas entre amigos e reuniões de trabalho e, por isso, está nas mesas do Startt & Brothers, um novo café no bairro Auxiliadora da capital gaúcha, que inovou ao tirar as cafeteiras do balcão e levar para as mesas.

Por fim, o café também auxilia na saúde e jovialidade da pele. A dermatologista Cristina Bergamaschi traz algumas dicas para reaproveitar a borra do café na esfoliação da pele do rosto e do corpo.

Veja tudo isso na nossa coluna desta semana!

Livro traz a biografia da fundadora do Maomé

Foi lançada nesta semana uma campanha de crowdfunding para viabilizar a biografia da fundadora da Confeitaria Maomé, Therezinha Harb. Com 91 anos de vida e 42 de Maomé, a história de Therezinha se confunde com a cronologia do bairro Bom Fim, onde está situada a confeitaria. O empreendimento nasceu um ano antes do Brique da Redenção e foi pioneiro no surgimento de um pólo gastronômico na região.

A família e os amigos acalentam o sonho de fazer uma biografia de Therezinha há muitos anos. Ela é um exemplo de garra e superação – começou vendendo doces na loja de materiais de construção do marido e nunca teve medo de empreender. “Minha mãe quebra os padrões por estar nesta idade, com essa energia e disposição para trabalhar sempre”, comenta Antônio Harb, atual responsável pela confeitaria.

O projeto é coordenado pela produtora cultural Inês Hubner - que já foi responsável pelo livro dos 30 anos da Escola Projeto - com pesquisa da historiadora Suzana Schilling. As informações sobre como colaborar estão no neste link. As doações podem ser feitas até 31 de dezembro.

Papo sobre café e livros no próximo dia 12

No próximo dia 12, às 15h30, no Café À Brasileira, no Centro Histórico da capital, acontece um bate-papo com a presença do jornalista, professor e escritor Juremir Machado da Silva e essa colunista, com mediação de Fabiane Madeira, do Bella +. O bate-papo - sobre cafés e literatura – terá transmissão ao vivo. Na ocasião, estará acontecendo sessão de autógrafos do novo livro do Juremir - Acordei Negro que trata sobre racismo, a procura por Deus, razões de viver, viagens, origens, identidade, passado, narrativas e choques de percepção.

Business Coffee na Auxiliadora

O bairro Auxiliadora ganhou mais uma cafeteria. A Startt & Brothers, na Eudoro Berlink, surgiu para acolher vários públicos – quem está passeando pela rua, com seu cachorrinho, ou as pessoas que precisam ficar algumas horas estudando ou trabalhando. Pensando no público que tem o café como combustível, os irmãos colocaram tomadas em todas as mesas e oferecem o Business Coffee – um serviço diferenciado em que a cafeteira fica na mesa, à disposição do cliente, que pode tomar à vontade.

A Startt & Brothers também tem expressos, Chemex, prensa francesa e o italiano Mocca. Para quem tem pressa, também oferece café no formato Take away. O cardápio de lanches é bem diversificado – tem muffins, donuts, bretzel e saladas, entre outras delícias, tendo as cafeterias norte-americanas como inspiração.  

Você sabia que o café faz bem para pele?

A borra de café funciona muito bem como um esfoliante natural, tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias e pode ser utilizada tanto na pele do corpo como do rosto de uma a duas vezes por semana dependendo do tipo da pele. O ideal é que seja misturada a um ingrediente mais hidratante como mel, algum óleo (amêndoas, girassol) até mesmo azeite de oliva, até formar uma pasta e aplicar na região desejada em movimentos circulares, como um peeling. A dica é da dermatologista Cristina Bergamaschi, da Clínica Mirabile, em Porto Alegre.

Algumas marcas de cosméticos estão lançando produtos à base de café para amenizar a celulite. Segundo a médica, embora não existam estudos científicos comprovando esse uso, já há evidências de que as xantinas (grupo do qual a cafeína faz parte) são capazes de destruir as células adiposas por alterações enzimáticas, além de melhorarem a circulação local.  “Os resultados são melhores em quadros leves e no uso prolongado, sempre associados a outros tratamentos”, afirma.

por Laura Gluer

Laura Glüer é jornalista, executiva no mercado da comunicação corporativa e professora universitária. Mãe da Sophia e namorada do Alexandre. Ama conhecer cafeterias e aprender mais sobre a bebida. Coffee lover assumida, comanda o Café Combustível e escreve quinzenalmente no Bella Mais.


compartilhe