capa
Laura Gluer

Tem sangue negro no café brasileiro

No Dia da Consciência Negra, Laura Gluer lembra que a origem do café está ligada à escravidão

publicidade

Hoje (20/11), é Dia da Consciência Negra. No Brasil, a origem do café está diretamente ligada à escravidão dos negros. Estima-se que 4,9 milhões de africanos foram escravizados e trazidos para o Brasil, onde foram explorados durante os Ciclos do Açúcar e do Ouro e, posteriormente, nas imensas plantações de café. Por isso, é importante lembrar nesta semana a contribuição que esses homens e mulheres tiveram para a cultura cafeeira em nosso país.

Também anunciamos a inauguração de uma nova boutique de cafés especiais no bairro Três Figueiras e a Parada de Natal que ocorre na Doceria do Charlie Brownie, no bairro Auxiliadora, beneficiando quatro entidades com projetos sociais.

Ponto de venda de cafés especiais

Inaugurada nesta terça, dia 19, a Oh Cafés Especiais deixa claro que não é cafeteria, mas uma loja de cafés especiais. A loja das amigas Aline Turella, Paula Lopes e Gilda Salonia, venderá grãos selecionados, moídos na hora. Inicialmente serão comercializadas as variedades Acaia (Cerrado Mineiro), Moka (Alta Mogiana), Caparaó (MG/ES), Orgânico (MG) e microlote de Catuí Vermelho, todos com pontuação acima de 80 pontos na classificação dos cafés considerados de mais alta qualidade, chamados de cafés especiais ou gourmet.

A criação do nome foi da sócia Paula, que teve a ideia justamente pela interjeição de surpresa, satisfação por algo bom. “Foi exatamente o que sentimos quando começamos a degustar, estudar e a conhecer profundamente o mundo dos cafés”, relata a diretora. A Oh Cafés Especiais está localizada na Rua Barbosa Gonçalves, 653, bairro Três Figueiras, em Porto Alegre.

Parada de Natal

Para relembrar os tempos de infância, a Doceria do Charlie, do grupo Charlie Brownie, realiza neste sábado, dia 23, a partir do meio-dia, sua Parada de Natal. O evento vai ter chegada do Papai Noel, oficinas e brincadeiras para crianças e adultos e apresentações da Orquestra da Pequena Casa da Criança, da cantora Nina Rouge, do Conjunto Instrumental do Irineu e Dança em Cia Transforma.

A renda será revertida para as entidades Anjas de Batom, Centro Social Padre Irineu, Pequena Casa da Criança, Cozinheiros do Bem (Food Fighters). A Doceria do Charlie serve doces e cafés fabulosos e fica na Fabrício Pilar, 822, bairro Auxiliadora, em Porto Alegre.

Café Histórico sobre o Negro na Mídia Brasileira

Depois de participar do café na Brasileira com Juremir Machado da Silva sobre seu novo livro “Acordei Negro”, vamos participar no próximo dia 30, às 15h30, do Café Histórico especial da Semana da Consciência Negra, na Biblioteca Pública Municipal Josué Guimarães (Av. Érico Veríssimo, 167).

O evento é uma promoção mensal do grupo de pesquisa dos alunos de História da Fapa. Nesta edição, o tema será o Negro na Mídia Brasileira, com mediação de Nathiele Fagundes e Andressa Machado. Todos convidados, entrada franca.

Expansão da Rede Z

A primeira franquia Z Café da Grande Porto Alegre ficará localizada no complexo Maxplaza Canoas, primeiro HUB de saúde do Rio Grande do Sul. A previsão de inauguração é fevereiro de 2020. “Este é o primeiro passo para o nosso plano de crescimento na Região Metropolitana. É o momento certo para apostar em Canoas, pois sabemos do seu potencial gastronômico”, explica um dos sócios-proprietários da Rede, Sandro Zanette. A rede investe no modelo Takeaway, com produtos para consumo no local ou para “pegar e levar”, que já conta com três lojas em Porto Alegre.

Cafezinho sobe 55% em 5 anos

Nem tudo é saboroso no mundo do café. Uma xícara da bebida mais conhecida no mundo ficou 55% mais cara no Sul do país nos últimos cinco anos, de acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic). É o que aponta o levantamento da Ticket, marca pioneira no setor de benefícios de refeição e alimentação da Edenred Brasil, com base nos indicadores da Pesquisa +Valor. Mas quem resiste a um bom cafezinho, né?

por Laura Gluer

Laura Glüer é jornalista, executiva no mercado da comunicação corporativa e professora universitária. Mãe da Sophia e namorada do Alexandre. Ama conhecer cafeterias e aprender mais sobre a bebida. Coffee lover assumida, comanda o Café Combustível e escreve quinzenalmente no Bella Mais.


compartilhe