capa
Patrícia Souza

Inverno 2022: highlights das semanas de moda internacionais

Muita criatividade e um novo olhar sobre a moda marcaram o primeiro ano de apresentações digitais

publicidade

A temporada de desfiles para o inverno 2022 marcou um ano de semanas de moda virtuais sem as tradicionais primeiras filas repletas de celebridades, influencers, imprensa e convidados das marcas. Para quem acompanha de perto todo este espetáculo envolvente que é um desfile de moda, sabemos que não tem o mesmo impacto mas, de certa forma, também foi um grande aprendizado, além da acessibilidade que nos permitiu acompanhar todos as apresentações com hora marcada dos nossos computadores ou smartphones, nos fez também direcionar olhar para o que realmente importa que o conceito e a coleção de cada marca.

Porém, para as marcas foi necessária muita criatividade para se reinventar completamente, tanto no que se refere as apresentações quanto a adequação das coleções com mix menores, uma estética atemporal com propostas mais comerciais e adequadas para este novo perfil de consumidor, justamente para criar o desejo de consumo em um momento tão crítico para o mercado.

O que fica claro é que este ano de pandemia transformou tanto o mercado de moda como um o todo, quanto o comportamento do consumidor. É um novo momento em que os consumidores estão valorizando cada mais as marcas com práticas sustentáveis e que tenham uma flexibilidade maior em relação ao seu modelo de negócio. Exemplo é a Ralph Lauren, que foi a primeira marca de luxo a criar uma plataforma de aluguel de roupas por assinatura. “O armário do futuro incluirá uma mistura de moda sazonal, peças personalizadas exclusivas e itens básicos de guarda-roupa, além de roupas usadas e alugadas. Com nossa estética atemporal, estamos incrivelmente bem-posicionados para atender cada uma dessas categorias”, explicou Patrice Louvet, presidente e diretor executivo da grife.

Embora já tenha passado um ano de pandemia, este é apenas o início de grandes transformações que ainda virão pela frente e que acompanharemos de perto. Vamos conferir alguns dos destaques das passarelas para nos inspirarmos:

Casacos alongados e alfaitaria moderna 

Os casacos são uma das peças-chave da temporada variando em comprimentos, materiais e volumes, tendo como destaque principal os modelos alongados, sempre equilibrado com as transparências ou em composições com vestidos, saias e shorts curtos.  Outro ponto de destaque é alfaiataria mais relaxada e ampla em uma proposta híbrida da estética masculina/feminina muito presente em várias coleções.

Malharia Elegante

As malhas conquistaram literalmente as passarelas internacionais para o Inverno 2021, além de transmitirem uma sensação de conforto e aconchego, recebeu também um olhar mais criativo e sofisticado para as produções mais elaboradas, tendo como destaque os conjuntos e as peças coordenadas, vestidos e maxi pulls.

Couros e Sintéticos

Os couros e sintéticos continuam ganhando cada vez mais relevância nas coleções de inverno e de verão. Para a temporada Inverno 2022, foi uma das grandes apostas das marcas.  Atenção para a variedade de materiais desde os ecológicos e sustentáveis até os que remetem ao couro, principalmente os mais leves e macios que proporcionam esta amplitude em termos de modelos. Na cartela de cores destaque para o clássico preto, terrosos e o borgonha.

Cores Vibrantes

A cartela de cores continua sendo uma forma impactante das marcas colocarem um pouco de alegria e otimismo em suas coleções deste que iniciamos a pandemia. No circuito de desfiles que apresentaram os lançamentos para o Inverno 2022, a cartela foi marcada por tonalidades fortes e vibrantes com destaque para as diferentes nuances de amarelo e o lilás que apareceu com bastante frequência.

Um abraço a todos e até a próxima!

por Patricia Souza

Patricia Souza é diretora de Pesquisa e Planejamento da @fashionideas_trends. No Bella Mais traz todas as novidades e tendências para as próximas temporadas quando o assunto é mundo fashion.


compartilhe