capa
Patricia Chiela

2020 acabou com a zona de conforto de quem empreende

Patricia Chiela te convida a avaliar o ano que está terminando para se preparar para o próximo

publicidade

Último mês de um ano denso. Tenha o seu negócio tido um bom desempenho financeiro ou não, chegamos ao final de um período intenso, exaustivo e que nos desafiou muitos dias ao limite. Como empreendedores, esse ano nos ensinou algumas coisas importantes que poderiam ter feito a diferença na forma como enfrentamos esses meses.

Se eu pudesse voltar no tempo e me dar um conselho em janeiro desse ano, teria sido: deixar a casa em ordem, colocar em prática as coisas que vamos deixando para depois, mas que fazem toda a diferença quando as coisas não vão tão bem.

Para muitas empresas, foi preciso resetar o sistema. Para outras, com a casa mais “em dia” o desafio foi o de reorganizar. E teve quem precisou refundar a empresa, revisitar todas as práticas, formas de se relacionar com as pessoas da equipe, com os clientes. Esses sofreram. Estar com a casa bagunçada e ir levando porque entra caixa é uma cilada. São as empresas que já chegaram em março fragilizadas. Não tinham uma fortaleza a que se agarrar. Garantir que o máximo esteja feito quando as coisas vão bem é o que torna uma empresa forte, não tenho dúvidas.

Minha grande lição como empreendedora para 2021 é olhar além da peneira que esconde as coisas que a gente sabe que precisa fazer e não faz. Percebo nitidamente que por 2019 ter sido um ano onde já havíamos começado esse processo de olhar para a empresa nossa capacidade de reação foi ágil e certeira, mas se tivéssemos tido um 2019 como foi 2018 teríamos sofrido muito mais. Ainda falta um mês, prometemos que não encerraremos o ano sem algumas metas em dia. Se as coisas funcionam bem com uma baguncinha em casa, imagina com ela bem arrumada? Chega de dar sorte para o azar.

E você, se pudesse voltar no tempo e dar um conselho para si mesma em janeiro desse ano, qual seria?

por Patricia Chiela

Patricia Chiela é mãe do Alvin, que, por sua vez, é o CEO da Chiela Estratégia de Negócios. Com foco e raciocínio rápido, ela ajuda empresas e empreendedores a encontrar a verdadeira importância da inovação e da estratégia. É idealizadora da CO.RE e escreve a cada 15 dias aqui no Bella Mais sobre empreendedorismo.


compartilhe