capa

Saiba como conservar os alimentos no verão

Confira dicas para armazenamento correto dos alimentos e reduzir o perigo de contaminações

publicidade

Dentro de todos os cuidados específicos que o verão exige, os alimentos ganham destaque: nessa época do ano são comuns ingredientes estragados, além dos problemas de saúde por conta das contaminações. Por isso, o Bella Mais, com a ajuda do coordenador dos cursos de Gastronomia da Faculdade Senac Porto Alegre, Leonir Martello, montou um guia com dicas para conservação de alimentos nos meses mais quentes. Confira:

Refrigeração

Os alimentos que necessitam de refrigeração, devem ser mantidos a temperaturas inferiores a 5ºC e embalados adequadamente. A temperatura da geladeira deve ser igual ou inferior a 5ºC e do freezer igual ou inferior a -18ºC. “É necessário armazenar sob refrigeração todo alimento pré-preparado ou preparado, como lanches e saladas de frutas, por exemplo”, orienta Leonir. Já os industrializados devem ser armazenados conforme orientações do fabricante indicadas no rótulo.

O professor alerta que nenhum alimento em processo de preparação ou preparado deve ficar fora de refrigeração por mais de 30 minutos. “Já as sobras de ingredientes devem ser armazenadas sob refrigeração e quando consumidas reaquecidas a no mínimo 70ºC”, indica. 

Recipientes adequados

Na hora de guardar os alimentos, segundo Leonir, o vidro é o material mais inerte e ideal para armazenamento, assim como potes de aço inox. “Dependendo do tipo de ingrediente, o alumínio também é indicado. Porém, alimentos muito ácidos podem causar migração de substâncias tóxicas vindas deste material”, alerta. 

Sobre o plástico, é indicado que se use os que são específicos para armazenamento. “Alguns podem causar migração de produtos tóxicos para o alimento dependendo da forma de uso. Por exemplo, alguns potes utilizados originalmente para armazenar produtos congelados, quando utilizados para armazenar produtos quentes como feijão ou mesmo molhos de tomate, que é ácido, pode ocorrer esta contaminação”, explica o profissional. 

Agora que já sabemos as orientações gerais, é hora de saber as especificidades de cada tipo de alimento:

Carnes

Armazenar na embalagem original seguindo as orientações do fabricante para temperatura de conservação. Não lavar as carnes antes do uso. Caso sejam fracionadas, armazenar em sacos plásticos próprios para alimentos, etiquetar e respeitar a validade. Armazenar refrigerado em temperatura igual ou inferior a 5ºC. Descongelar sempre sob refrigeração e não recongelar.

Verduras, frutas e legumes

Podem ser armazenados em temperatura ambiente ou mesmo sob refrigeração. Quando armazenadas sob refrigeração, podem estar sob temperaturas em torno de 10ºC, pois temperaturas muito baixas podem causar danos às folhas. Nas geladeiras domésticas, recomenda-se colocar na parte de baixo. Para os folhosos, uma forma de aumentar a durabilidade, é realizar a higienização e depois realizar a centrifugação retirando a umidade por completo e logo depois armazenar em sacos plásticos na geladeira - isso aumenta a vida útil das verduras.

Dica de higienização: lavar em água corrente cada legume e fruta ou folhas das verduras e depois colocar em um recipiente com água e água sanitária (para cada litro de água uma colher de sopa de água sanitária). Deixar os alimentos submersos por 15 minutos, enxaguar bem para retirar os resíduos da solução.

Derivados do leite 

Armazenar na embalagem original seguindo as orientações do fabricante para conservação. Caso sejam fracionados, armazenar em sacos plásticos próprios para alimentos, etiquetar e respeitar a validade, armazenamento refrigerado em temperatura igual ou inferior a 5ºC. Embalagens após abertas, devem seguir a validade recomendada pelo fabricante.

Alimentos secos 

Armazenar em temperatura ambiente, mas certificar-se de que neste local não seja um ambiente propício a aumento de temperatura, como por exemplo próximo a fornos e outros equipamentos parecidos ou mesmo com incidência solar direta. Caso sejam retirados da embalagem original, considerar a validade mantendo parte da embalagem original.

Peixes e frutos do mar 

Na compra de peixes, observar se os mesmos estão frescos e expostos com quantidade adequada de gelo. Quando industrializado, armazenar na embalagem original seguindo as orientações do fabricante para conservação. Caso sejam fracionados, armazenar em sacos plásticos próprios para alimentos, etiquetar e respeitar a validade. Armazenamento refrigerado em temperatura igual ou inferior a 5ºC. Produtos congelados devem ser armazenados a -18ºC. Peixes inteiros podem ser lavados, já os filetados não. 

 


compartilhe