capa

Rainha Elizabeth II celebra confinada seu 94º aniversário

Por conta do coronavírus, soberana optou por não comemorar a data

publicidade

A rainha Elizabeth II celebrou, nesta terça-feira (21), seu 94º aniversário, confinada no Castelo de Windsor, sem sua família e sem as tradicionais salvas de honra. Em meio à pandemia que atinge duramente seu país, a rainha considerou essas celebrações inadequadas.

A soberana está há semanas confinada nesse castelo ao oeste de Londres com seu marido, o príncipe Philip, de 98 anos. Devido à idade avançada, ambos estão no grupo de risco da COVID-19. Sem a família por perto, a rainha divulgou algumas imagens de sua infância.

"Àqueles de vocês que também celebram hoje seu aniversário em casa, com ou sem seus entes queridos, nós lhes desejamos muitos novos momentos felizes", afirmava uma mensagem da família real no Twitter, junto com quatro fotos que arquivo da monarca sozinha, ou com seu marido e os quatro filhos.

Também foram divulgados vídeos da coleção real, em preto e branco, com momentos de sua infância.

Também para a data, os confeiteiros reais compartilharam uma suntuosa receita de cupcakes de chocolate. 

A rainha Elizabeth II recebeu parabéns de sua família a distância, pelas redes sociais. O primeiro foi seu filho mais velho, o príncipe Charles. O herdeiro do trono britânico tuitou uma série de fotos da soberana ao longo dos anos.

Charles contraiu COVID-19 e já está recuperado. Ao contrário do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, que teve de ser internado na unidade de terapia intensiva, o príncipe sofreu uma versão leve da doença.

O filho mais velho de Charles, segundo na linha sucessória, príncipe William, publicou uma fotografia dele com a avó e sua esposa, Kate.

No aniversário da rainha, é costume disparar salvas de canhão no Hyde Park, na London Tower e no parque real de Windsor. "Sua majestade (...) não considerou apropriado nas circunstâncias atuais", explicou um porta-voz do Palácio de Buckingham.

A casa real já havia anunciado que não haverá o tradicional desfile militar, celebrado todos os anos em junho, para festejar oficialmente o aniversário da rainha Elizabeth II. Em um histórico discurso transmitido pela televisão no início de abril, a rainha convocou seus súditos s resistirem, assegurando que "dias melhores virão".

Na segunda-feira, seu marido, o duque de Edimburgo, divulgou uma mensagem de caráter excepcional, na qual elogiou o "vital e urgente" trabalho do pessoal de saúde, especialistas e cientistas que lutam contra o coronavírus. Philip está há quase três anos afastado da vida pública.

AFP


compartilhe