capa

Confirmada a quarta temporada de The Handmaid's Tale

Série é baseada no livro O Conto da Aia, de Margaret Atwood

publicidade

A premiada série distópica "The Handmaid's Tale" foi renovada para uma quarta temporada, anunciou nesta hoje (26) a plataforma de streaming Hulu. A série, inspirada no romance de Margaret Atwood, "O conto da Aia", se passa em um futuro próximo, no qual o estado da Nova Inglaterra foi desmantelado por um golpe teocrático do qual nasceu Gilead, regime tirânico que impõe castigos brutais e o estupro é um mandato do novo Estado, em meio a uma crise de infertilidade.

O drama vencedor de 11 prêmios Emmy, inclusive melhor drama em 2017, e dois Globos de Ouro, atualmente está em sua terceira temporada, que termina em 14 de agosto nos Estados Unidos. "Me parece que foi uma decisão inteligente (continuar a série), porque, depois do final da temporada passada, não conseguiria imaginar como perder algum momento do que acontece depois", disse Elisabeth Moss, protagonista e produtora executiva, ao site The Hollywood Reporter.

"Tem que estar ali com ela e experimentar o que ela está experimentando. Cada segundo é tão, tão importante. Não dá para pular nada. É muito importante saber qual é seu próximo passo. Foi uma boa decisão, e me parece que a forma como a temporada será retomada será excelente".

Moss interpreta June Osborne, uma das poucas mulheres férteis em Gilead, chamadas de aias, ou "handmaids", que são estupradas por seus donos - altos membros do governo - em uma "política" para repovoar o mundo.

Publicado em 1985, o livro de Atwood é uma leitura padrão em escolas americanas. As aias também se tornaram símbolo de protesto contra as políticas conservadoras do presidente Donald Trump e de seus aliados, em temas como o aborto. A terceira temporada não entrou no corte para participar das principais categorias do Emmy deste ano, considerado o Oscar da televisão, mas conseguiu 11 indicações em categorias técnicas, inclusive melhor roteiro para drama e direção.


compartilhe