capa

Dicas para evitar gafes na festa de fim de ano da empresa

Especialista dá conselhos para se divertir sem se preocupar com o dia seguinte do evento

publicidade

É época de agenda lotada com as muitas festas de final de ano - que inclui a celebração com os colegas de trabalho. Para que a confraternização seja lembrada apenas pela diversão e coisas boas - e evitar situações embaraçosas e que possam comprometer o seu futuro na empresa, veja dicas do headhunter da Trend Recruitment Dalton Morishita para se divertir sem se preocupar com o dia seguinte da festa.

1. Fique atento às vestimentas

As empresas não esperam que todos apareçam com os mesmos tons ou de uniforme, principalmente porque hoje uma das qualidades mais valorizadas em uma equipe é a diversidade. A cultura das empresas passou a disseminar o respeito às diferenças e às liberdades individuais, mas o bom senso é primordial. Fique atento à proposta do evento, se será um jantar, uma balada, uma chácara e, caso não esteja no convite, não custa nada perguntar qual o traje esperado para a ocasião, não é mesmo?

2. Certifique-se que pode levar um acompanhante

Geralmente os convites costumam indicar se pode ou não levar acompanhantes, mas caso não esteja, certifique-se de que poderá levar alguém. Isso evita qualuer desconforto, ou pior, que a pessoa seja barrada.

3. Pode beber, mas sem exageros

Lembre-se: não é porque é um momento de descontração que você pode fazer ou dizer tudo o que vem à mente – e o excesso de álcool faz com que alguns filtros fiquem inibidos e isso pode trazer sérios problemas para suas relações sociais dentro da empresa.

4. Não seja invasivo ao conversar com chefes e colegas de trabalho

Apesar de ser um momento de diversão, algumas regras do dia a dia na empresa também valem para as confraternizações. Ou seja, uma coisa é puxar conversa, outra é insistir em agir como se houvesse intimidade, fazendo perguntas pessoais e comentários inadequados que você não faria se estivesse trabalhando.

Além disso, com os superiores, há uma linha tênue entre simpatia e bajulação. Não exagere em elogios que não caibam nas suas conversas e o mesmo vale para quem tentar acessar o alto escalão pensando em se auto promover, isso só fechará portas pra você.

5. Lembre-se das políticas de relacionamentos amorosos na empresa

Se a sua empresa tem uma dessas políticas, não se esqueça dela neste momento. Além disso, mesmo que não existam regras para isso, lembre-se que você ainda terá contato com essas pessoas após a festa de confraternização, por isso, tome cuidado com sua abordagem e conduta para que não se sinta envergonhado por determinados comportamentos que adotou nesta ocasião.

6. Evite falar só de trabalho

Imagine só que enquanto você está comendo, alguém aparece para resolver pendências ou discutir uma entrega em atraso. Desagradável, não? Mesmo se a festa ocorrer durante o horário de trabalho, pega mal discutir burocracias em um ambiente que deveria ser de descompressão. Não se esqueça que este é um momento de diversão.

7. Fuja de grupinhos

É claro que é bom estar perto de quem gostamos e já conhecemos, mas não se esqueça que essa é uma ótima oportunidade de ampliar sua rede de contatos e que isso, sem dúvida, pode lhe ajudar a se relacionar melhor com outras áreas e abrir portas em novos projetos, por exemplo.

Ainda tem dúvidas quanto à maneira de se vestir, se é permitido convidar familiares, entre outras questões? Morishita sugere conversar com o RH da sua empresa. O importante é que a festa seja um momento de confraternização, de reforço e construção de novos laços entre os colaboradores e não motivo de problemas futuros, certo?


compartilhe