capa

Exclusivo: Renata França, a massagista das celebridades, apresenta sua nova técnica

A massoterapeuta lança a Babymoon em parceria com o médico José Bento para ajudar no tratamento de Endometriose e Síndrome do Ovário Policístico

publicidade

A massoterapeuta Renata França iniciou sua carreira na estética auxiliando sua mãe em seu salão de beleza na cidade de Ilhéus, na Bahia. Atualmente, ela é referência na área, trabalha com clientes famosas, como Taís Araújo e Marina Ruy Barbosa, e sua técnica de massagem, a Miracle Touch, está presente em mais de 40 países. Agora ela está lançando um novo protocolo, a Babymoon, dessa vez para ajudar mulheres no tratamento de Endometriose e Síndrome do Ovário Policístico através das massagens. 

BM: Como sua carreira na massoterapia iniciou?

RF: A massagem entrou em minha vida em 2001, ano em que comecei a trabalhar em um spa francês localizado dentro do Hotel Transamérica, Ilha de Comandatuba, Bahia. O convite veio enquanto lavava os cabelos de uma cliente no salão de beleza que minha mãe havia montado dentro de casa mesmo. Ela disse ter gostado do toque “vigoroso” das minhas mãos. Meu sonho era ser jornalista e aceitei o convite com o objetivo de ter condições para cursar a faculdade de jornalismo. Pouco tempo depois, me apaixonei pelo universo da massagem.

BM: Atualmente a Miracle Touch é conhecida pelo mundo. Como foi conceber essa técnica?

RF: Foi concebida com muito trabalho (risos). Foram anos de dedicação, associando estudo e muitas horas de trabalho pesado mesmo. Hoje, meu método é conhecido mundialmente, mas criei a Miracle Touch, conhecida como revolucionária, já em 2004. De lá pra cá, vemos o que muitos chamam de revolução no mundo da massagem, pois até então não se via massagem de resultado imediato. E para que entenda melhor a massagem em si, ela mescla movimentos da drenagem linfática e da modeladora, contrariando o método tradicional, que acreditava que juntar dois protocolos tão distintos anularia qualquer benefício estético. Sou muito abençoada por ter conseguido demonstrar que, juntas, elas potencializam o resultado da massagem. É muito especial a sensação de fazer a diferença na vida das pessoas, levando não apenas beleza, mas especialmente saúde. Não é à toa que estamos em mais de 40 países.

BM: Como a massagem Babymoon funciona para o tratamento de endometriose e ovários policístico?

RF: A Babymoon foi especialmente pensada para contribuir com a saúde física e mental da mulher que enfrenta o problema da infertilidade. Desenvolvida em parceria com o ginecologista e obstetra José Bento, o protocolo conta com 97 manobras dedicadas a diminuir o estresse, bem como auxiliar aquelas que vivem distúrbios como a Endometriose e a Síndrome do Ovário Policístico, principais causas da infertilidade. 

No caso do estresse, as manobras propiciam um relaxamento profundo, reduzindo o cortisol e, portanto, favorecendo a função reprodutiva feminina. Para mulheres que sofrem com a Endometriose, ela ajuda a fortalecer seu sistema imunológico, que, enfraquecido, é apontado como um dos principais fatores para que a mulher desenvolva a doença. No caso da Síndrome do Ovário Policístico, a massagem reduz os níveis de glicose e insulina na circulação sanguínea da mulher, restaurando o equilíbrio dos hormônios e contribuindo para a ovulação. Costumamos destacar, no entanto, que a Babymoon não é uma massagem para engravidar: ela é um tratamento efetivo e complementar ao de fertilidade.

BM: Você sempre falou sobre as vantagens das massagens para o bem-estar e a saúde. Como foi ter a oportunidade de desenvolver essa técnica?

RF: A sensação é inexplicável! Sou mãe de duas crianças lindas e sei como a maternidade é uma fase de ansiedade, incertezas. Eu nunca enfrentei dificuldades para gestar, mas tenho amigas próximas que passaram por essa situação, que é delicada e requer muita empatia. Por isso, quando dr. José Bento me convidou para desenvolver o protocolo, aceitei sem pensar duas vezes! A partir dos estudos e do conhecimento dele, consegui criar um protocolo que ajudasse futuras mães a enfrentar esse período tão difícil e estressante.

BM: Como é contribuir para a saúde feminina em um tópico tão importante quanto a fertilidade?

RF: É maravilhoso! Agradeço a Deus pela oportunidade de poder contribuir com meu dom para a melhora na vida das pessoas. Sobre a Babymoon, especificamente, o sentido é ainda mais especial, pois está relacionada diretamente ao sonho que muitas mulheres têm de gerar uma vida, e isso não tem preço.

BM: Como mulher e empreendedora, qual é o seu conselho para aquelas que querem abrir o próprio negócio?

RF: Meu conselho é arregaçar as mangas e trabalhar muito. É preciso acreditar em nossos sonhos e nos empenharmos em realizá-los, sem medo de trabalhar. Na prática, busque ter seu espaço. Alugue uma sala, mesmo que pequena e invista nisso. Costumo dizer para minhas alunas que se você sonhou com algo é porque pode realizar. Eu trabalhei muito para chegar onde estou, e valeu a pena.


 

BM: Além de trabalhar com massoterapia, você também trabalha com a capacitação de mulheres. Como é dar a oportunidades para outras mulheres se aprimorarem?

RF: Estamos formando um exército de mulheres fortes! Toda semana, viajo o Brasil para ministrar cursos do meu Método e é lindo escutar histórias de mulheres que estão saindo de relacionamentos abusivos e outras que resolveram mudar de profissão para apostar numa vida nova com a massagem. Eu me lembro bem de que, quando comecei na área, as mulheres tinham vergonha de falar que eram massagistas, pois lá atrás a profissão tinha um tom pejorativo. Depois de criar a Miracle Touch, decidi que não podia ficar com a técnica só para mim! Deus me abençoou com esse conhecimento e eu precisava repartir com outras pessoas! Hoje, minhas pupilas são a extensão das minhas mãos e isso é maravilhoso!


compartilhe