capa

Atividades divertidas para ajudar na alfabetização das crianças

Com alguns materiais que você tem em casa, é possível criar atividades divertidas e que ajudam na alfabetização


publicidade

A alfabetização é um dos momentos mais especiais na vida das crianças. E apesar de ser um período de grande dedicação dos educadores nas escolas, os pais também podem participar da missão. A diretora da escola de educação infantil Universo Mágico, Sandra Wiebbelling, separou algumas dicas de atividades que podem ser feitas em casa, e além de ajudar os pequenos no aprendizado, ainda podem ser um momento divertido em família. Confere:

Receita em família

A atividade é um convite  a experiências sensoriais, como descascar, cortar e provar os diferentes ingredientes, além do fato de estar atento às quantidades, exigindo assim concentração e organização do pensamento lógico. “Ao registrar ou decifrar uma receita, desenvolvemos a escrita, permitindo que a criança crie suas hipóteses e adquira confiança neste processo”, explica Sandra.

Alfabeto de pedras

Construir com a criança um alfabeto de pedras, também é uma possibilidade de permitir a interação com a escrita de forma lúdica, possibilitando que ela experimente diferentes hipóteses de escrita. “Podem usadas pedras de jardim e caneta permanente para a escrita das letras, mas pode-se utilizar também tinta guache ou giz de cera.  

Escrita do nome com barbante

Uma proposta que traz um pedaço de juta, barbante colorido (pode ser substituído por linha de tricô) e agulha de bordar grossa sem ponta. Desafie a  criança a escrever o seu nome ou outras palavras no tecido usando a linha e a agulha. A atividade desenvolve a concentração, a motricidade fina e a criatividade. Se quiser, pode usar um bastidor de bordado para facilitar o manuseio.

Bingo do nome

Faça cartelas com o nome de cada jogador. Na sua vez, o jogador sorteia uma letra. Cada participante pinta a letra sorteada na sua cartela. Quem termina primeiro faz bingo. 

Uma palavra puxa a outra

A criança diz uma palavra que começa com a última letra do seu nome. O próximo jogador precisa fazer o mesmo, mas com a última letra da palavra dita pela criança - e assim, sucessivamente. Por exemplo: JoaquiM - MacacO – OvelhA – AviãO...

Ler boas histórias

Sem dúvida, boas histórias são a melhor forma de despertamos o interesse das crianças pelo mundo letrado. “Ao ouvir histórias e observar os adultos lendo, as crianças desenvolvem a curiosidade e o interesse pela escrita, afinal de contas, mesmo antes de aprender a ler. Elas já interagem com os livros criando suas próprias histórias a partir da ilustração, ou recontando algumas que já ouviram e com o tempo, querem passam a desejar apropriar-se da escrita, para lerem suas próprias histórias”, explica Sandra. Então, que tal criar o hábito da leitura de para seus filhos?

por Mariana Nunes

Mariana Nunes é jornalista. Ama café, praia, chocolate e futebol - não necessariamente nessa ordem. É torcedora fervorosa do Internacional e repórter do Bella Mais. @a_marinunes


compartilhe