capa

Organize o tempo com seu filho durante a quarentena

Com as escolas fechadas e muitos pais fazendo home office, é necessário ter organização e paciência para organizar a rotina


publicidade

Com a recomendação de isolamento social feita pela OMS, muitas pessoas estão adotando o home office. Apesar das vantagens de trabalhar em casa, esse período também pode ser muito desafiador. Para quem também está lidando com o cancelamento das aulas dos filhos os desafios são dobrados. Além de adaptar a sua própria rotina para o período de quarentena, ainda é necessário se dividir entre o trabalho e o tempo com as crianças. 

Para adaptar a sua rotina e a da criança, é importante conversar e explicar o que está acontecendo. "O diálogo é primordial sempre, então converse e explique a situação com seriedade, para que a criança possa sentir a importância", indica a psicopedagoga Viviane Machado. Ela recomenda que a criança participe das decisões sobre o que fazer nesse tempo em casa para que ela sinta-se mais tranquila sobre a situação e entenda os limites entre momentos de estudos ou trabalho e o lazer. Os pais também devem estabelecer para si mesmo limites entre o tempo de trabalho e os períodos em que vão passar com as crianças. 

Tanto para crianças, como para adultos é importante entender que a quarentena não é a mesma coisa do que o período de férias. O tempo ocioso deve ser aproveitado pelos pequenos, porém é importante estimular que as atividades escolares e a leitura continuam sendo realizadas. "Nesse período de isolamento, a maioria das escolas enviou tarefas para casa, os pais precisam orientar e conversar sobre a importância de se fazer, isso é responsabilidade", explica Vanessa. 

A brincadeira é também uma forma para a criança aprender e exercitar a mente. Nesse período, é essencial se mostrar presente e passar tempo de qualidade junto. A psicopedagoga indica: "Brinquem juntos, aproveite e se mostre presente, fortaleça os vínculos de afeto, afinal cognição e emoção caminham juntos, esse momento será muito importante para vocês". Atividades como confeccionar algum brinquedo, como massinha caseira ou algo feito de sucata, cozinhar, assistir um filme juntos já se tornam oportunidades para estabelecer laços e passar o tempo.

As atividades físicas são extremamente importantes para o desenvolvimento. Quem tem acesso a pátios pode aproveitar para fazer brincadeiras como pular corda, brincar de pega-pega ou esconde-esconde. Já para quem mora em apartamento, essa é a hora de ser criativo. Jogos como o chefe mandou ou Twister, circuitos com flechas de papel, ginástica e até mesmo dança são excelentes atividades físicas.

Para todas as idades, a psicopedagoga enfatiza que esse não é o momento para proibir telas, mas sim usá-las de forma inteligente. Os aplicativos educativos podem ser uma boa opção para quem quer distrair as crianças durante os horários de trabalho. Já quem tem filhos adolescentes em casa pode criar atividades, como caçadas com a senha do Wi-Fi de prêmio.


compartilhe